Fale com a gente
Imobiliária Maurício Vazquez

Colunas

Colocando amizades na prateleira

Preste atenção para amadurecer como amigo também

Publicado

em

rafael rafa helfenstein
Providência

Olá, amigos do Portal Rondon! Tudo bem com vocês?

Quando falamos de desenvolver inteligência emocional, uma dentre tantas áreas que devemos trabalhar é a maturidade. E é sobre maturidade nas nossas relações que eu quero conversar com você hoje.

Portal WhatsApp

Dois textos atrás falamos sobre colocar limites em pessoas, por isso, hoje vamos continuar falando sobre amizades. Especificamente sobre maturidade nessas relações. Em algum momento precisamos entender que nem todos os amigos ocupam o mesmo nível de amizade durante toda nossa vida. É importante identificarmos em que fase da vida estamos e quais amizades se encaixam em qual categoria.

Por exemplo, aquele amigo da cervejinha na sexta-feira pós expediente, apesar de ser amigo, talvez não seja o amigo ideal para você falar sobre seus projetos profissionais ou próximos passos na vida sentimental. Pode ser? Pode. Ou pode não ser. Cabe a nós identificar e entender essa dinâmica. Aquele amigo do trabalho, que você bate um papo sobre o futebol ou o cinema do fim de semana, muitas vezes não é o mesmo amigo que levamos para dentro de nossas casas, abrindo nossa intimidade.

Perceba que todos são amigos, mas cada um ocupa um espaço diferente na sua prateleira de amizades. Identificar em qual repartição cada amizade está é um processo que na maioria das vezes requer tempo, atenção e intenção. Atenção para identificar o que cada amigo representa em nossa vida. Intenção para organizá-los de acordo com seu lugar na prateleira. Tempo para prestar atenção, organizar e reorganizar quando for necessário.

Muitas vezes nos decepcionamos com alguns amigos. Sentimo-nos traídos. Então, preste atenção, pois talvez isso te incomode um pouco e você vá discordar de mim, mas preciso te dizer: a culpa é sua.

Quando você leva para dentro da sua casa, da sua intimidade, amigos que deveriam compartilhar apenas a cervejinha de sexta-feira, no pós-expediente, na mesa do barzinho e abre toda sua vida para ele, a culpa é sua.

Organizar nossa prateleira de amizades muitas vezes pode parecer cruel, mas não é. Muito mais do que isso, é absolutamente necessário quando nos interessamos em nos desenvolver emocionalmente.

No livro “Especialista em Pessoas”, do autor Tiago Brunet, ele define 3 grupos de amizades: Os Estratégicos; Os Necessários; Os Íntimos. No texto da semana que vem trarei uma explicação e vamos explorar mais a respeito dessas três categorias, para tornar mais clara essa organização de amizades em nossas vidas.

No momento quero deixar três características para você identificar uma amizade madura e que merece uma atenção especial:

  1. Amigos maduros falam a verdade, mesmo que doa. Você se relaciona com amigos que te confrontam na intenção de te ver melhorar, ou se relaciona apenas com aqueles que concordam com tudo que você faz e falam apenas o que você gosta de ouvir? Cuidado, o nome disso pode ser bajulação e não amizade. Um amigo maduro sabe repreender sem ofender. E se você for um amigo maduro, saberá ouvir e aprender sem se ofender também.
  2. Amigos maduros dedicam seu tempo a você. Dinheiro e favores não são necessariamente características de uma amizade madura, pois geralmente eles vêm com alguma intenção oculta. Agora, um amigo que mesmo em meio aos compromissos e responsabilidades, se organiza para atender a um chamado seu, é um amigo que vale a pena considerar. Vivemos na era do imediatismo e do individualismo. Alguém que dispõe de tempo para você é alguém que certamente merece uma atenção especial.
  3. Amigos maduram entendem suas prioridades. Se você está se dedicando a um projeto profissional ou pessoal que exige algumas horas extras depois do trabalho, um amigo maduro vai entender quando você negar aquele convite para uma cerveja ou café depois do horário. E ele não vai falar mal de você para alguém por conta disso. Ele entende que essa é uma prioridade temporária na sua vida e possivelmente ficará feliz em ver a sua dedicação. Mesma coisa com a família. Se sua família for sua prioridade, um amigo maduro entenderá sua posição e não te colocará em situações desconfortáveis do tipo: “ou a sua família ou a nossa amizade”. Certamente haverá um diálogo e uma solução próxima e agradável a todos.

Esses são 3 de vários tópicos que podemos abordar para construirmos amizades maduras. E para amadurecermos como amigos também. Podemos a partir daqui prestar atenção em nosso círculo de amizades para entender em qual prateleira cada amigo se encontra. Esse pequeno exercício nos permite criar vínculos fortes e saudáveis, além de evitar grande parte das frustrações que julgamos ser responsabilidade dos outros.

Espero que você tenha uma agradável semana e na próxima semana continuamos nossa conversa sobre amizades.

Um forte abraço!

Clube Náutico
Continue Lendo

Doce Arte
Doce Arte