Fale com a gente
Imobiliária Bom Negócio

Psicoterapia Integral

Advento e preparação, tempo de espera

A Igreja Cristã Celebra o Advento, que é o período que antecede o Natal

Publicado

em

Gramado Presentes

Estamos vivendo o tempo de Advento. Advento significa espera e preparação para o Natal. É o início do ano litúrgico da Igreja Cristã. Diferente do calendário civil, que começa dia 01 de janeiro e termina em 31 de dezembro, o Ano litúrgico da Igreja começa com o primeiro domingo de Advento, que nesse ano será dia 28 de novembro. O domingo que antecede o primeiro domingo de Advento se chama Domingo da Eternidade ou Domingo do Cristo Rei. Nesse ano ele foi celebrado dia 21 de novembro. Ele marca o Final do Ano Litúrgico Cristão. A Igreja Cristã tem essas diferenças por diversos motivos. Talvez o que nos indique maior consenso é que nós “estamos no mundo, mas dele não somos”.

Em um período onde o próprio tempo se tornou escasso, pessoas cada vez mais estão impacientes e todos alegam estar sem tempo. Em uma sociedade onde a cultura do imediatismo impera de maneira significativa, pararmos e refletirmos sobre o verdadeiro sentido do Natal é difícil. Falarmos de espera e preparação é algo impensável, em um tempo onde todos desejam tudo para ontem…

RondomaQ – Agosto 2022

Nesse contexto, a Igreja Cristã Celebra o Advento, que é o período que antecede o Natal. Tempo onde nos preparamos com Enfeites, Símbolos, Hinos e Testos Bíblicos, que fazem referência as profecias da Vinda de Jesus o Salvador, Rei e Senhor.

É bem verdade que algumas pessoas, de maneira geral, estão preocupadas com enfeites, presentes e festas. Tudo isso é importante, mas o mais importante é o fato de que Jesus, o filho de Deus, nasceu para perdoar o seu povo de seus pecados. A centralidade desse tempo não está naquilo que vemos e sim naquilo que Deus nos revela pela sua Palavra. Por isso refletirmos e entoarmos hinos que nos lembrem do verdadeiro sentido da espera e preparação para o Natal é importantíssimo.

O texto que mencionamos, de Mateus 1.21 diz que nós podemos ter o perdão e a Salvação Eterna, porque Deus, nos deu de presente o que Ele possuía de mais precioso, o seu filho Jesus. É Jesus quem nos possibilita temos uma vida nova, com real sentido e guiada pelas mãos de Deus. “Deus não cumpre todos os nossos desejos, Deus cumpre todas as suas promessas” (Dietrich Bonhoeffer). Nessa afirmação, podemos ter certeza de que tudo o que Deus nos diz em sua Santa Palavra é verdade e aconteceu e acontecerá. Relembrarmos as Promessas de Deus contidas nas Escrituras, são para nós, nesse mundo conturbado o porto seguro dos corações angustiados e que anseiam pela Paz que apenas o Príncipe da Paz têm para nos dar.

Emocionalmente falando, todo esse tempo nos remete a infância e ao imaginário lúdico. Esses elementos são significativos e têm o poder de construir nossas emoções. Vivenciar as tradições nos conecta a família e amigos do presente e também dos do passado, que deixaram um legado emocional e espiritual para todos nós. Ao fazermos isso estamos projetando o futuro onde todos esses elementos ainda irão viver.

Por fim, alguns dias depois que o 25 de dezembro irá passar, os presentes que ganharmos, poderão perder a graça e deixarem de ser novidade. As comidas irão acabar e os enfeites perderão o brilho voltando para caixas e depósitos. O que permanecerá do Natal? Permanecerá do Natal apenas e somente a mensagem de Graça e Paz que todos nós recebemos pela Fé que o Espírito Santo gera em nossos corações. Irá permanecer apenas aquilo que a Bondosa e Eterna Palavra de Deus gerou em nossas vidas. Que sejamos consolados com essas palavras. Amém.

Torres Di Maranello
Continue Lendo

Doce Arte
Doce Arte