Fale com a gente
Rondon Veículos

Streaming

WandaVision promete explodir cabeças em seus últimos episódios

A proposta é ousada: irá estabelecer as bases para todos os filmes e séries da nova fase da Marvel

Publicado

em

Posto Tonin – Shell Box

A série do momento, WandaVision (Disney+, 2021), vem empolgando o público com uma mistura de estilos que agrada desde os mais aficcionados pelo Universo Cinematográfico da Marvel (MCU) quanto os que apenas gostam de uma boa série de fantasia. Começa com uma linguagem estranha para o o público acostumado aos filmes e séries de super-herois, homenageando grandes séries de comédia de situação (as sitcom) da TV americana como “I Love Lucy”, “A Feiticeira”, “Três é Demais”, “The Office” e tantas outras. Também nos dá um interessante suspense policial, afinal, uma cidade inteira está sendo refém de uma feiticeira que criou uma espécie de redoma hexagonal em que todos estão presos na ilusão criada. Tudo isso envolto em um clima de novidade, pois dessa série surgirão os elementos da nova fase da Marvel.

A série se passa algumas semanas após o Blip de Hulk com a Manopla do Destino, como vimos no último filme dos Vingadores. Entre o estalar de dedos de Thanos e o de Hulk, foram três anos. Então, os que retornaram não fazem ideia do quanto o mundo mudou nesses anos em que desapareceram. Nesse período, surgiu uma nova organização, a S.W.O.R.D., mas também muitos se perderam para sempre. Wanda (Elizabeth Olsen), a Feiticeira Escarlate dos quadrinhos, foi uma das que sumiu com Thanos e retornou com o Blip de Hulk. Com seus poderes de alterar a realidade, agora é parte de uma espécie de sitcom onde está casada com o falecido heroi Visão (Paul Bettany), possui uma vizinha intrometida (Katrhyn Hahn), dá a luz a gêmeos e se reencontra com seu falecido irmão Mercúrio (Evan Peters). Do lado de fora do Hex, a redoma criada por Wanda, a S.W.O.R.D. tenta descobrir o que aconteceu e resgatar a cidade. Os eventos do lado de fora nos trazem novos herois como a Fóton, Mônica Rambeau (Teyonah Parris) e uma velha conhecida personagem que nos foi apresentada no filme do Thor, Darcy Lewis (Kat Dennings).

Gordinho o Suco – Meio

O capítulo dessa semana, “Quebrando a quarta parede”, é o episódio que abre a fase final da série. Os próximos três episódios prometem explodir a cabeça dos espectadores. Primeiro porque a proposta é ousada: irá estabelecer as bases para todos os filmes e séries da nova fase da Marvel e que já tem filme do Doutor Estranho anunciado. Ou seja, tudo leva a crer que a série não irá resolver todos os problemas causados, mas precisam ser convincentes o bastante para que o espectador acompanhe a enxurrada de produções que virão pela frente. Segundo, porque há muito mais perguntas que respostas. O sétimo episódio começou a desmoronar aquela ilusão toda. E muito das especulações que ultimamente vem lotando os comentários da internet. Com esses dois ingredientes e com episódio após episódio agradando, certeza de que virá coisa boa até o fim.

PÓS-CRÉDITOS:

  • Este episódio é o primeiro que possui cena pós-créditos. Nada demais, mas se você não assistiu, volta lá!
  • Muitos brincam na internet que os créditos são tão longos que dá a impressão de que são maiores do que o episódio propriamente dito. Um exagero, é apenas 1/3!
  • Sempre perguntam: – é melhor maratonar ou assistir um capítulo por semana? Resposta: depende. Wandavision foi feito para ser acompanhado igual as tradicionais séries de TV. Se você não está acompanhando, recomendo maratonar até o sétimo episódio para conseguir se unir ao debate do momento do universo dos Streamings. A mesma regra pode não valer para outras séries.
  • Pela primeira vez vemos, de fato, uma quebra de quarta parede neste episódio. O conceito vem do teatro, sobretudo de Brecht. O problema é que o cinema não consegue exatamente “quebrar” a parede que separa palco e público – o que acaba resumindo a expressão em mero ator olhando para a câmara. Sem o retorno do público. Pois bem, nesse episódio a ilusão consegue fazer com que praticamente perguntemos em simultâneo para a personagem que irá nos responder. Impressionante!
  • São duas homenagens essa semana às célebres sitcoms: “Modern Family” e “The Office”
  • Não acredito que Aghata seja a vilã conforme foi revelado. Talvez seja uma das vilãs. Talvez seja mais uma manipulação da ilusão. Temos que aguardar os próximos capítulos.

Cesar Tintas
Continue Lendo

Doce Arte
Certo Imóveis – Janeiro 2022