Fale com a gente

Inusitado

Suspeito em fuga: conheça histórias de criminosos que foram para matas para escapar e se tornaram alvo de perseguições de centenas de policiais

Cerca de 2.500 homens foram mobilizados para capturar o ‘Rambo da Floresta Negra’ na Alemanha em 2020. Na França, um ex-soldado atirou em soldados e foi perseguido em uma mata por 300 agentes em maio de 2021. Conheça histórias de suspeitos foram buscados por dias até serem capturados.

Publicado

em

Imagem da operação que deteve Yves Rausch, o ‘Rambo da Floresta Negra’, em 2020 — Foto: Benedikt Spether/dpa via AP
Silveira institucional

Lázaro Barbosa, de 32 anos, o suspeito de matar uma família em Ceilândia e fugir para a região de Cocalzinho de Goiás, é procurado por mais de 200 agentes da polícia. O crime foi cometido no dia 9 de junho, mas até agora o suspeito não foi encontrado.

Houve casos semelhantes de buscas a suspeitos de crimes nos últimos anos em outros países.

Gramado Presentes

Na Alemanha, um fugitivo se refugiou na Floresta Negra e só foi encontrado cinco dias depois —ele foi perseguido por 2.500 agentes.

Na França, um homem que discutia com a ex-namorada recebeu alguns policiais com tiros e, em seguida, fugiu para uma floresta. Mais de 300 homens o procuraram.

Veja essas e outras histórias abaixo.

O Rambo da Floresta Negra

Yves Rausch, de 31 anos, estava ocupando ilegalmente uma cabana na Floresta Negra, na Alemanha, em julho de 2020. A polícia foi chamada para tirá-lo de lá.

Quando os agentes chegaram, foram recebidos por Rausch, que entregou aos policiais um arco, flechas e uma lança.

Os policiais, então, afirmaram que iriam revista-lo. Em resposta, ele sacou uma pistola, ameaçou um dos agentes e exigiu que todos entregassem suas armas a ele. Depois, fugiu para a floresta.

Ele foi acusado do crime de extorsão violenta por ter roubado as armas dos policiais.

Ele já havia cumprido uma pena de mais de três anos por ter atingido uma amiga dele com uma flecha depois de uma discussão (como Rausch ajudou a vítima depois de atingi-la, sua pena foi reduzida).

Depois de ter fugido para as matas, a mídia da Alemanha o apelidou de Rambo da Floresta Negra.

Mais de 2.500 agentes foram mobilizados para encontrar Rausch. Foram usados helicópteros, detectores de calor e cães farejadores.

Depois de cinco dias, a polícia conseguiu encontrar o Rambo da Floresta Negra escondido em um arbusto. Ele havia colocado cinco armas no chão, e estava com um machado no colo.

Ex-soldado armado foge para floresta na França

Em maio de 2021, Terry Dupin, um ex-soldado de 29 anos, brigou com sua antiga namorada na casa dela, na vila de Le Lardin-Saint-Lazare, na França.

Dupin já tinha sido condenado por violência doméstica em outras ocasiões.

A polícia foi chamada, e Dupin atirou nos agentes. Em seguida, ele fugiu para as matas perto da vila.

Mais de 300 policiais, veículos blindados e helicópteros foram empregados na busca. A polícia pediu para que 1.800 moradores ficassem em casa para evitar um encontro.

A região onde ele estava era relativamente pequena —era uma área de 4 quilômetros quadrados.

Ele foi encontrado cerca de um dia depois do início das buscas. Dupin recebeu a polícia com tiros. De acordo com a mídia francesa, ele parecia não estar preocupado com a própria vida.

Os policiais responderam com tiros. Ele sobreviveu, mas foi severamente atingido.

Os adolescentes assassinos do Canadá

Em julho de 2019, Kam McLeod, de 19 anos, e Bryer Schmegelsky, de 18 anos, deixaram suas casas na cidade de Port Alberni, no estado da Columbia Britânica, no oeste do Canadá.

Os dois disseram aos seus pais que iriam procurar trabalho em um estado vizinho.

Dias depois, um casal que estava acampando foi encontrado morto no norte do estado da Columbia Britânica. A cerca de 500 quilômetros, um outro homem foi encontrado morto na estrada.

A polícia achou o caminhão que os dois adolescentes usavam na região. O veículo estava queimado.

Foi publicado um aviso a respeito dos dois, que eram considerados armados e perigosos.

A polícia começou as buscas em um território de milhares de quilômetros quadrados onde há uma floresta com pântanos e muitos animais.

Os agentes descobriram um barco abandonado em um rio. Então, começaram a fazer buscas em uma mata fechada na região e descobriram os corpos dos dois adolescentes.

O atirador na floresta de madeiras vermelhas da Califórnia

Em 27 de agosto de 2011, um agente florestal da cidade de Fort Bragg, na Califórnia, nos Estados Unidos, foi procurar uma plantação de maconha na floresta do município —ele seguia informações de uma denúncia de um morador da região.

O agente, Jere Melo, havia sido prefeito da cidade duas vezes e também era vereador.

Acompanhado de um amigo, ele não encontrou a plantação. Os dois toparam na floresta com um homem, Aaron Bassler, que deu tiros em Melo e o matou assim que o encontrou.

O amigo de Melo conhecia Bassler e conseguiu fugir.

Pouco tempo depois, a polícia concluiu que Bassler havia matado um outro agente florestal, a cerca de 20 quilômetros de distância.

Bassler cultivava plantas de papoula, que são a base de drogas como o ópio. Ele fugiu para uma floresta com grandes árvores, conhecidas como “madeira vermelha”.

Cerca de um mês depois, Bassler trocou tiros com dois policiais em uma mata (na ocasião, ninguém foi ferido). Bassler teve um outro encontro com a polícia após dois dias e, dessa vez, foi morto.

Aaron Bass tinha 35 anos, e, de acordo com seus familiares, era doente mental. Ele viveu por 30 anos na região da floresta de madeira vermelha, e conhecia os locais onde podia se esconder e os caminhos na mata.

Oral Clin
Continue Lendo

Giatto – Primeio Banner
Espaço Homem