Fale com a gente
Desafio APAE

Cultura

Bafta 2021: ‘Nomadland’ é destaque na premiação; veja todos os vencedores

Filme de Chloé Zhao venceu quatro categorias: melhor filme, direção, fotografia e atriz (Frances McDormand). ‘Meu pai’, ‘Bela vingança’ e ‘Soul’ também foram premiados neste domingo (11).

Publicado

em

Foto/Frances McDormand em 'Nomadland'
Silveira institucional

A Academia Britânica de Artes Cinematográficas e Televisivas (Bafta) anunciou neste domingo (11) os vencedores da edição de 2021. A premiação é considerada um “Oscar britânico”.

“Nomadland”, filme da diretora Chloé Zhao, foi o grande vencedor da noite, levando na categorias de melhor filme, melhor direção, melhor atriz (Frances McDormand) e melhor fotografia.

No sábado (10), o filme também se destacou na premiação do Sindicato de Diretores da América (DGA, da sigla em inglês). Zhao foi considerada a melhor diretora e se tornou a 2ª mulher a ganhar o prêmio.

Chloé Zhao recebe Bafta de Melhor direção por ‘Nomadland’; filme foi premiado em quatro categorias neste domingo (11) — Foto: BAFTA / AFP

Os outros filmes se dividiram com dois prêmios cada. “Meu Pai” foi premiado nas categorias melhor ator (Anthony Hopkins) e roteiro adaptado, e “Bela Vingança” levou roteiro original e filme britânico.

“The Rocks”, filme com maior número de indicações ao lado de “Nomadland”, levou melhor elenco e o prêmio de artista revelação para Bukky Bakray.

“Soul” foi considerado a melhor animação e melhor trilha sonora original, e “A Voz Suprema do Blues”, filme protagonizado por Viola Davis e Chadwick Boseman, venceu categorias técnicas de figurino e de maquiagem e cabelo.

Veja lista com vencedores, em negrito, do Bafta 2021:

Melhor filme

  • “Meu pai”
  • “The Mauritanian”
  • “Nomadland”
  • “Bela vingança”
  • “Os 7 de Chicago”

Melhor filme britânico

  • “Calm with horses”
  • “Meu pai”
  • “The dig”
  • “O que Ficou para Trás”
  • “Limbo”
  • “The mauritanian”
  • “Mogul Mowgli”
  • “Bela vingança”
  • “Rocks”
  • “Saint maud”

Melhor filme de língua não inglesa

  • “Druk – Mais uma Rodada” – Thomas Vinterberg, Sisse Graum Jørgensen
  • “Dear Comrades!” – Andrei Konchalovsky, Alisher Usmanov
  • “Les Misérables” – Ladj Ly
  • “Minari” – Lee Isaac Chung, Christina Oh
  • “Quo Vadis, Aida?” – Jasmila Žbanić, Damir Ibrahimovich

Melhor animação

  • “Dois irmãos”
  • “Soul”
  • “Wolfwalkers”

Melhor diretor

  • “Druk – Mais uma Rodada” – Thomas Vinterberg
  • “Babyteeth” – Shannon Murphy
  • “Minari” – Lee Isaac Chung
  • “Nomadland” – Chloé Zhao
  • “Quo Vadis, Aida?” – Jasmila Žbanić
  • “Rocks” – Sarah Gavron

Melhor roteiro original

  • “Druk – Mais uma Rodada” – Tobias Lindholm, Thomas Vinterberg
  • “Mank” – Jack Fincher
  • “Bela vingança” – Emerald Fennell
  • “Rocks” – Theresa Ikoko, Claire Wilson
  • “Os 7 de Chicago” – Aaron Sorkin

Melhor roteiro adaptado

  • “The Dig” – Moira Buffini
  • “Meu pai” – Christopher Hampton, Florian Zeller
  • “The Mauritanian” – Rory Haines, Sohrab Noshirvani, M.B. Traven
  • “Nomadland” – Chloé Zhao
  • “O tigre branco” – Ramin Bahrani

Melhor atriz

  • Vanessa Kirby – “Pieces of a Woman”
  • Frances McDormand – “Nomadland”
  • Bukky Bakray – “Rocks”
  • Radha Blank – “The Forty-Year-Old Version”
  • Wuhmi Mosaku – “O que Ficou para Trás”
  • Alfre Woodard – “Clemency”

Melhor ator

  • Riz Ahmed – “O Som do Silêncio”
  • Chadwick Boseman – “A Voz Suprema do Blues”
  • Anthony Hopkins – “Meu Pai”
  • Tahar Rahim – “The Mauritanian”
  • Adarsh Gourav – “O Tigre Branco”
  • Mads Mikkelsen – “Druk – Mais uma Rodada”

Melhor atriz coadjuvante

  • Maria Bakalova – “Borat: Fita de Cinema Seguinte”
  • Youn Yuh-jung – “Minari”
  • Niamh Algar – “Calm with Horses”
  • Kosar Ali – “Rocks”
  • Ashley Madekwe – “County Lines”
  • Dominique Fishback – “Judas e o Messias negro”

Melhor ator coadjuvante

  • Daniel Kaluuya – “Judas e o Messias Negro”
  • Barry Keoghan – “Calm with Houses”
  • Alan Kim – “Minari”
  • Leslie Odom Jr. – “Uma Noite em Miami”
  • Clarke Peters – “Destacamento Blood”
  • Paul Raci – “O Som do Silêncio”

Melhor elenco

  • “Judas e o Messias Negro”
  • “Calm with Horses”
  • “Minari”
  • “Bela Vingança”
  • “Rocks”

Melhor documentário

  • “Collective”
  • “David Attenborough e Nosso Planeta”
  • “The Dissident”
  • “Professor Polvo”
  • “O Dilema das Redes”

Melhor animação

  • “Soul”
  • “Os Irmãos Willoughby”
  • “Wolfwalkers”

Melhor trilha sonora

  • “Mank”
  • “Minari”
  • “Relatos do Mundo”
  • “Bela Vingança”
  • “Soul”

Melhor fotografia

  • “Mank”
  • “Relatos do Mundo”
  • “Nomadland”
  • “The Mauritanian”
  • “Judas e o Messias Negro”

Melhor montagem

  • “Meu Pai”
  • “Nomadland”
  • “Bela Vingança”
  • “O Som do Silêncio”
  • “Os 7 de Chicago”

Melhor design de produção

  • “A Escavação”
  • “Meu Pai”
  • “Mank”
  • “Rebecca – A Mulher Inesquecível”
  • “Relatos do Mundo”

Melhor figurino

  • “Ammonite”
  • “A Escavação”
  • “Emma”
  • “A Voz Suprema do Blues”
  • “Mank”

Melhor cabelo e maquiagem

  • “Era uma Vez um Sonho”
  • “A Voz Suprema do Blues”
  • “A Escavação”
  • “Pinóquio”
  • “Mank”

Melhor som

  • “Greyhound”
  • “Nomadland”
  • “Relatos do Mundo”
  • “O Som do Silêncio”
  • “Soul”

Melhores efeitos especiais

  • “Greyhound”
  • “Mulan”
  • “O Céu da Meia-Noite”
  • “O Grande Ivan”
  • “Tenet”

Melhor curta britânico em animação

  • “The Fire Next Time”
  • “The Owl and the Pussycat”
  • “The Song of a Lost Boy”

Melhor curta britânico

  • “Eyelash”
  • “Lucky Break”
  • “Lizard”
  • “Miss Curvy”
  • “The Present”

Melhor estreia de um roteirista, diretor ou produtor britânico

  • “His House”
  • “Moffie”
  • “Limbo”
  • “Rocks”
  • “Saint Maud”

Portal Rondon com informações G1

1º Banner
Continue Lendo
Espaço Homem