Fale com a gente
Imobiliária Bom Negócio

Colunas

Agroecologia: informações, dicas e reflexões

Esta coluna trará informações sobre a agroecologia, as técnicas e tecnologias para uma agricultura que respeita o meio ambiente, a sociedade e também o sucesso do agricultor

Publicado

em

Martin Luther – Enem

Olá, pessoal! É com muita satisfação que inicio essa coluna no mês de março, o mês que lembra e reconhece a luta das mulheres por igualdade na sociedade. E é com muito orgulho, que lembro que vários autores delegam às mulheres o início da agricultura, ao perceberem que as sementes descartadas ao redor das moradias brotavam e geravam os mesmos alimentos que eram coletados nas florestas.

A minha coluna será mensal e pretende abordar a agroecologia de forma leve, mas muito séria, e discutir a produção e o consumo de alimentos em nossa sociedade.

Mercadão dos Óculos

A agroecologia engloba várias formas de agricultura, como a agricultura natural, orgânica, biodinâmica, sintrópica, agroflorestal, entre outras técnicas que possam existir ou que ainda virão. O importante é que a agroecologia é uma forma de produção de alimentos que se apoia em três pilares: o ambiental, o social e o econômico. Ou seja, é uma forma de manejar a natureza para produzir alimentos, entendendo o ser humano (agricultor/a) como parte desta mesma natureza. Esse ser humano deve pensar nestes recursos como finitos e, por isso, deve preservá-los, em respeito ao próximo. Mas, ao mesmo tempo, esse agricultor/a, precisa tirar seu sustento monetário desta relação com a natureza, por isso a agroecologia também está amparada no pilar econômico.

A agricultura surgiu há cerca de 12 mil anos e foi se aprimorando, principalmente com avanços tecnológicos, desde a rusticidade de uma enxada ou um machado, até a tecnologia de inteligência artificial utilizada atualmente. A utilização de produtos químicos sintéticos (venenos e adubos químicos) e maquinários pesados (dependentes de petróleo) são utilizados desde 1960. Isso mostra que o ser humano soube produzir alimentos reciclando nutrientes da natureza por milhares de anos, e que só nos últimos 60 anos a agricultura utiliza produtos poluentes e tóxicos. Claro, não se pode negar que a população passou de maioria rural para maioria urbana neste mesmo período, e que é necessário produção em escala e a qualidade dos produtos.

A agroecologia não nega a utilização de tecnologias, inclusive motorizada, mas questiona as fontes energéticas (como a dependência de petróleo) e as relações de mercado e consumo. Tudo isso é um processo de retomada e de avanços tecnológicos, que também vem discutindo a necessidade da diminuição da penosidade do trabalho agrícola com tecnologias adaptáveis à pequenas propriedades, respeitando o/a produtor/a como todos os trabalhadores, o meio ambiente, a sociedade e a economia.

O assunto é longo e teremos muitos pontos a debater, mas por enquanto fico por aqui, e deixo de presente o calendário biodinâmico referente ao mês de março para quem quiser acompanhar os ciclos produtivos da natureza. Também deixo a minha saudação às mulheres do campo, que se dedicam tanto à manutenção de suas famílias e à produção de alimentos a todos nós!!!

O Calendário Biodinâmico é elaborado pela parceria entre a Itaipu Binacional e o Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia – Capa Núcleo Rondon, baseado no movimento lunar e sua influência sobre a agricultura.

Marki Farma 2022
Continue Lendo

Doce Arte
Doce Arte