Fale com a gente
Auto Elétrica do João

Economia

Receitas do Município de Marechal Rondon chegaram a R$ 268,7 milhões em 2021

Em 2020 a arrecadação foi de R$ 258.358.407,48

Publicado

em

FOTO: Reprodução/Assessoria
Posto Tonin – Shell Box

Na última sexta-feira (25), a Câmara de Vereadores de Marechal Cândido Rondon realizou audiência pública para prestação de contas relativas aos resultados financeiros do Município em 2021. A apresentação foi feita pelo secretário municipal da Fazenda, Carmelo Daronch, e o contador da Prefeitura, Maico Heck.

Segundo o relatório, a arrecadação do Município no ano passado chegou a R$ 268.737.258,65. O valor representa um superávit de R$ 32.407.258,65 em relação ao orçamento previsto para o período, que era de R$ 236.330.000,00.

Kyuu – Dia do Namorados

Em 2020 a arrecadação foi de R$ 258.358.407,48.

A audiência pública, em formato híbrido, foi coordenada pelo presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização, vereador Rafael Heinrich, com a presença dos vereadores Dionir Briesch, Cristiano Metzner (Suko) e João Eduardo dos Santos (Juca), oa dois últimos através de sistema remoto.

Receitas

No detalhamento da arrecadação de 2021, a Prefeitura aparece com R$ 247.585.095,22.

O Saae alcançou R$ 20.726.940,86.

O Fundo Municipal de Desenvolvimento (FMD) arrecadou R$ 411.257,95.

A Proem, fundação responsável pela realização de eventos, obteve R$ 7.964,62 em receitas.

A Câmara de Vereadores não possui arrecadação.

Entre as principais fontes de receitas, por exemplo, estiveram os impostos (R$ 41.352.804,89), taxas (R$ 9.814.381,35), receita de serviços (R$ 22.441.890,40), royalties da Itaipu Binacional (R$ 31.046.552,07) e cota-parte do ICMS (R$ 51.533.435,29).

Despesas

Por outro lado, as despesas totais empenhadas pelo Município no ano passado foram de R$ 245.524.423,54.

Deste montante, a Prefeitura foi responsável por R$ 218.203.200,93. A Câmara de Vereadores: R$ 5.574.581,81. O Saae: R$ 21.600.343,00. A Proem: R$ 146.297,80.

O FMD não teve despesas em 2021.

Educação e Saúde

Os investimentos em Educação somaram R$ 45.564.826,53. Isso equivale 27,61% das receitas de impostos e transferências, sendo que o mínimo exigido por lei é 25%.

Na Saúde, cujo percentual mínimo definido por lei é de 15%, o valor aplicado foi de R$ 45.874.484,43 – ou 32,36%.

As despesas com folha de pagamento da Prefeitura foram de R$ 106.302.482,93. O percentual é de 44,29%, portanto abaixo do teto de 54% definido pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

LS Estofados
Continue Lendo

Doce Arte
Novo Banner Loja Mix