Fale com a gente

Agronegócio

Dependência dos insumos é um dos fatores que impacta no custo de produção, diz FPA

Em debate com o setor produtivo, presidente da FPA falou sobre os motivos que impulsionam o custo da produção agrícola

Publicado

em

| Foto: Canal Rural |
Posto Tonin – Shell Box

O aumento no custo de produção agropecuária foi tema de uma reunião virtual promovida pela Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), realizada nesta segunda-feira (29). O encontro contou com a participação do presidente da FPA, o deputado federal Sérgio Souza, além de entidades do setor produtivo.

O presidente da FPA explica que com o advento da pandemia, as pessoas deixaram de consumir serviços para adquirir bens. “Não faltaram insumos para os bens, mas houve uma crescente no valor da produção que o mundo não estava esperando. Um trator agrícola não custava R$ 200 mil, hoje não se compra por menos de R$ 300 mil”, explicou Sérgio Souza.

Avisul

“Uma tonelada de cloreto de potássio era U$ 300 e hoje custa quase U$ 1.000. Assim se sucedeu no setor produtivo. Uma alta que nada tem relação com o agricultor, mas com o mercado”, completou o parlamentar.

Para o deputado, ainda há outro ponto importante a ser estudado pela FPA como possível fator contribuinte para a situação adversa de custos de produção: a dependência do Brasil em relação aos insumos. No entendimento de Sérgio Souza, esse é um problema que já vem sendo monitorado pela bancada. “Às vezes, temos fórmulas básicas para resolver determinados assuntos. Se a dependência se mostrar maléfica ao país, tomaremos atitudes”, garantiu.

Outros projetos de lei que ora tramitam no Congresso Nacional foram relacionados de forma direta pelo deputado com a discussão acerca dos custos de produção e preços para o consumidor final. “Precisamos aprovar nossa legislação de pesticidas, ela será fundamental para ter um alimento mais saudável e independência, reduzindo custos e aumentando produtividade”, afirmou.

Ciente das dificuldades que ainda precisam ser resolvidas, o presidente da FPA enfatizou os avanços que os representantes do setor produtivo alcançaram na Câmara e no Senado Federal nos últimos três anos. “O Brasil tem muita responsabilidade na produção de alimentos. Aprovamos o Código Florestal, a Lei do Agro que já colocou mais de R$ 100 bilhões nas mãos do setor produtivo, o Fiagro, o Pagamento por Serviços Ambientais (PSA), a Lei do Fust para colocar 5G no interior do país. Tudo isso é a FPA e vamos avançar em outros temas que estão bem dialogados”, finalizou.

Oral Clin
Continue Lendo

Empório da Pizza – Cotação
Rui Barbosa últimas notícias