Fale com a gente
Chumbaldo

Geral

Soldado rondonense salva criança que se engasgou ao tomar remédio

O acidente aconteceu na cidade de Cruzeiro do Iguaçu, onde o rondonense atua

Publicado

em

Os soldados Alberton e Bloedorn com a Maria Júlia e a mamãe dela
Posto Tonin – Shell Box

O soldado rondonense, Rodrigo Bloedorn, salvou uma bebê, de apenas 45 dias de vida, na madrugada de sexta-feira (15) para sábado (16), na cidade de Cruzeiro do Iguaçu onde atua.

Ele contou à redação do Portal Rondon que estava com seu companheiro, o soldado Alberton, no destacamento da Polícia Militar e já passava da meia-noite quando um casal chegou com uma criança de colo pedindo ajuda.

Dom Emilio Pizzaria

A mulher contou à equipe que foi dar remédio para a menina e ela acabou se engasgando. A pequena Maria já estava sem respirar. Desesperada, a mãe entregou a bebê para o soldado Bloerdon que iniciou a Manobra de Heimlich. Veja como é:

Ao notar que a criança não reagia à manobra, os dois soldados decidiram levá-la para o hospital mais próximo, o Pró-vida, em Dois Vizinhos.

No caminho, o soldado rondonense, Bloedorn percebeu que só a Manobra de Heimlich não ajudaria Maria porque, aparentemente, o coração dela também havia parado.

Enquanto seu parceiro dirigia a viatura, o soldado rondonense tentava reanimar a menina, inclusive com massagem cardíaca.

“Foi aí que ela acabou vomitando o que estava preso nas vias aéreas e voltou a respirar. Nesse momento, percebemos que ela já estava melhor e ela segurou minha mão”, conta o soldado Bloerdon.

Ao chegar no hospital, os soldados entregaram Maria para as enfermeiras, que constataram a importância das manobras realizadas.

“Elas disseram que o susto já tinha passado e o procedimento tinha sido feito da maneira correta, que se não tivéssemos realizado a manobra, a criança teria ido a óbito”.

Hoje (18), os soldados Bloedorn e Alberton, da equipe de Cruzeiro do Iguaçu, visitaram a pequena Maria Júlia. A menina passa bem e está junto a sua família. Maria Júlia recebeu alguns presentes dos soldados, como fraldas e outros itens importantes para as necessidades da família.

“A todo momento entreguei nas mãos de Deus para que tudo desse certo e deu. Hoje foi emocionante. Chegar e ver a menina bem. Tiramos uma foto para daqui a alguns anos relembrarmos do que aconteceu, de que através das mãos de Deus conseguimos salvá-la”, finaliza emocionado o soldado de Marechal Cândido Rondon, Bloedorn.

Rondomed
Continue Lendo

Mercadão dos Óculos
Novo Banner Loja Mix