Fale com a gente
Entrevista Marcio

Geral

Argentina anuncia reabertura da fronteira com Foz do Iguaçu

A partir de 1° de outubro, Ponte da Fraternidade, que liga Foz a Puerto Iguazú, deve ser reaberta

Publicado

em

|Foto: Assessoria|
Camargo Café

O governo argentino anunciou nesta terça-feira (21), a reabertura de forma “gradual e cuidadosa” da fronteira da Argentina com o Brasil a partir de 1° de outubro, o que inclui, é claro, a Ponte da Fraternidade, principal ligação entre Foz do Iguaçu e Puerto Iguazú. A medida, decretada pelo presidente argentino Alberto Fernández, foi comunicada pela ministra Carla Vizzoti (Saúde) e pelo chefe da Casa Civil, Juan Manzur.

A fronteira brasileira com o país vizinho está fechada desde março de 2020, como estratégia do governo argentino para evitar a circulação do coronavírus. A reabertura começa já nesta sexta-feira (24) com o fim do isolamento para argentinos, residentes e estrangeiros que vão trabalhar no país e são autorizados pela autoridade de imigração.

Avisul

O prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, destacou que a decisão do governo argentino será fundamental para o retorno completo das atividades turísticas na fronteira entre os três países (Brasil, Argentina e Paraguai). Chico Brasileiro lembra que o Paraguai, em meados de outubro do ano passado, também liberou a circulação de carros e pessoas pela Ponte da Amizade. “Sempre fomos uma só região, abrigando as diferentes culturas de todas as nações do mundo. Voltar a receber os argentinos é essencial para retomar esta integração e também para a economia dos três países”, disse.

O presidente do Codefoz (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social), Felipe Gonzalez, afirma que é crucial a reabertura da fronteira brasileira-argentina, mesmo com regras sanitárias. “Todos perdemos, comunidade e comércio, em especial o turismo”, ressaltou.

Na avaliação de Gonzalez, o produto regional encolhe sem os atrativos naturais, de entretenimento e gastronomia do lado argentino. “O lado argentino é muito requisitado pelos visitantes brasileiros. O reflexo do fechamento de fronteira ‘sine-die’ intranquiliza também ao mercado com a rota aérea internacional além-mar”, completou.

A reabertura da ponte da fraternidade era cobrada em mobilizações públicas por autoridades, moradores e trabalhadores de hospedagens, gastronomia e entretenimento de Puerto Iguazú. Para o próximo sábado (25), a partir das 9h, está programado um ato unindo as populações das três fronteiras. As manifestações terão como palco os marcos e nas águas dos rios Iguaçu e Paraná.

Gradual

As datas de reabertura foram definidas em conjunto pelos técnicos da Migrações, Anac e outras autoridades sanitárias, informa a imprensa argentina. A partir do dia 1° de outubro, será autorizada a entrada de estrangeiros de países vizinhos sem isolamento. A medida, informa o governo, atende pedido dos governadores das províncias (estados).

De outubro a 1° de novembro será autorizado um aumento progressivo da cota de entrada em todos os corredores declarados seguros contra a covid-19 – aeroportos, portos e terminais rodoviários. A partir da última data, será autorizada a entrada de todos os estrangeiros.

Para ingressar no país, será preciso comprovar a vacinação completa (a última aplicação não pode ser menos de 14 dias), além de testes realizados no ponto de entrada terrestre, ou teste PCR do 5° ao 7° dia da chegada. Quem não apresentar comprovante vacinal completo, incluindo menores de idade, terão que cumprir quarentena, testes de antígeno e de PCR.

Rondomed
Continue Lendo

Ambioeste / Bioplan
Novo Banner Loja Mix