Fale com a gente
Imobiliária Bom Negócio

Geral

Jiboia é encontrada no jardim de penitenciária em Goiás

Especialista explica que é comum répteis procurarem lugares quentes em dias frios. Servidores devolveram o animal à natureza e ninguém se feriu

Publicado

em

Jiboia é capturada na penitenciária de Rio Verde — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Camargo Café

Uma jiboia foi encontrada por servidores no jardim da Penitenciária Masculina de Rio Verde, no sudoeste de Goiás. Segundo a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), o presídio fica na zona rural do município e a serpente estava ao sol quando foi capturada. Ninguém se feriu.

A captura do animal foi feita na quinta-feira (1º), um dos dias mais frios em Goiás, segundo o Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas (Cimehgo). De acordo com o biólogo Edson Abrão, os répteis costumam procurar lugares quentes para uma maior disposição.

Institucional

“Os répteis mantém a temperatura corporal de acordo com o ambiente. Quando está frio, a jiboia fica mais quieta, mais sonolenta, rasteja mais devagar, com isso, procuram o sol para aumentar o metabolismo. Aumenta a digestão, reprodução e disposição do animal, e ela se aquece”, explicou o especialista.

Ainda de acordo com a Polícia Penal, os servidores da unidade acionaram autoridades ambientais para examinar o estado de saúde da jiboia, e assim que asseguraram que estava saudável, a cobra foi devolvida à natureza, em uma mata próxima ao presídio.

“A jiboia não é peçonhenta, atinge até três metros de comprimento. É relativamente um animal dócil, mata por constrição [sufocamento], aperta e engole a presa”, ressaltou o biólogo.

Loja Silva
Continue Lendo

Empório da Pizza – Cotação
Certo Imóveis – Janeiro 2022