Fale com a gente

Esporte

Flamengo no Mané Garrincha: Justiça rejeita novo pedido de suspensão e jogo com público é mantido

Ação foi apresentada por partido político, por riscos em meio à pandemia. Governo diz esperar que partida ocorra de forma ‘tranquila’; decreto prevê regras contra Covid-19.

Publicado

em

Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília — Foto: TV Globo/Reprodução
Camargo Café

A Justiça do Distrito Federal rejeitou um pedido apresentado pelo PSB para suspender a realização do jogo entre Flamengo e Defensa y Justicia, pela Copa Libertadores, no Estádio Mané Garrincha. A partida está marcada para as 21h30 e é a primeira com permissão para público na capital desde o início das restrições por conta da pandemia da Covid-19, em março de 2020.

No pedido, o partido alegava que havia “risco de disseminação do vírus em razão da aglomeração de pessoas no evento”. Ao liberar a realização da partida, o governo local determinou uma série de regras contra o coronavírus.

NM Empreendimentos – Linha Arara

Ao analisar a ação, o juiz Roque Fabrício Antônio de Oliveira Viel, entendeu que as restrições impostas pelo governo local garantem “de forma razoável a segurança dos torcedores que optarem por assistir o jogo presencialmente e profissionais envolvidos no evento, o que esvazia o argumento do autor sobre a exposição dessas pessoas a risco de contaminação”.

No início da semana, a Justiça já havia rejeitado um pedido similar. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou presença no evento.

A partida ocorre no mesmo dia em que o governo confirmou os primeiros seis casos da variante delta na capital federal, cepa considerada mais transmissível.

Ao ser questionado sobre a realização do evento no cenário de surgimento de novas variantes, o chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha, afirmou em coletiva de imprensa, nesta tarde, que a partida ocorrerá com acompanhamento do DF Legal e do Instituto de Defesa do Consumidor (Procon-DF), e que espera um evento “tranquilo”.

“Toda vez que tem um evento como esse, a atenção fica redobrada. Mas [com] as medidas que foram tomadas, a gente espera que o jogo ocorra da forma mais tranquila possível”, afirmou.

Na final da Copa América, entre Brasil e Argentina, no Maracanã, em 9 de julho, 4.400 pessoas foram convidadas.

Público e regras

O Flamengo informou ao G1 que havia 5,6 mil ingressos vendidos até as 14h30 desta quarta. O estádio tem capacidade para receber até 18 mil pessoas, considerando a limitação de público exigida para a partida, de 25% da capacidade.

O GDF liberou público em eventos esportivos após o clube carioca solicitar a realização do jogo em Brasília, com torcida. O Flamengo é o time do governador Ibaneis Rocha (MDB), fanático pelo esporte. O governo também fez alterações nas regras para facilitar o acesso.

Em uma primeira regulamentação, o Executivo exigia imunização com segunda dose ou dose única contra Covid-19 com, pelo menos, 15 dias desde a última aplicação. Além disso, o torcedor também precisaria apresentar um exame RT-PCR negativo para o novo coronavírus, emitido com até 48 horas de antecedência.

Posteriormente, a pedido do clube, houve uma flexibilização no decreto, aprovada pelo então governador em exercício, Rafael Prudente, presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). O deputado alterou o texto para passar a exigir a imunização ou o exame, e não mais os dois cumulativamente.

O decreto também prevê a “organização dos espaços físicos, garantindo a distância mínima entre torcedores e grupos de torcedores, limitados a 6 pessoas”. Além disso, pessoas já imunizadas devem ficar em um setor diferente daqueles que apenas apresentaram teste negativo.

Questionado em coletiva sobre a alteração, o chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha, negou que houve “interferência” do time.

“Não há interferência externa nenhuma. A gente recebe aqui constantemente demandas de todos […] Chegou a demanda, essa demanda foi autuada, foi encaminhada, teve a manifestação, e posteriormente, o governador em exercício, presidente da CLDF, assinou essa mudança no decreto”, afirmou.

Variante Delta

O DF identificou seis infectados com a variante delta. Entre elas, três homens e três mulheres, com idades de 20 a 59 anos.

De acordo com o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, a pasta também analisa quatro casos suspeitos de infecção pela variante, de pessoas que tiveram contato com os contaminados.

Questionado se há transmissão comunitária da cepa, Okumoto não confirmou. “Está sendo investigado”, disse.

Identificada inicialmente na Índia, a variantes já foi detectada em mais de 100 países, com expectativa de dominar os casos de coronavírus no mundo ‘em breve’, segundo a OMS.

Em um artigo publicado na revista científica “Eurosurveillance”, pesquisadores ligados à entidade e ao Imperial College London apontam que a variante delta foi a que teve o maior aumento na taxa de reprodução em relação ao coronavírus original.

Enquanto a alfa (B.1.1.7, responsável pelo primeiro surto no Reino Unido) teve aumento de 29% na transmissibilidade, os pesquisadores apontam que a delta chegou a 97% de incremento em relação ao vírus original.

Do terra – Anderson
Continue Lendo

Giatto – Primeio Banner
Novo Banner Loja Mix