Fale com a gente
Bonni Restaurante

Policial e Trânsito

PF deflagra operação contra grupo que mantinha paraguaios escravizados para produção de cigarros falsificados

Estrangeiros entravam no Brasil pela cidade de Guaíra e eram encaminhados para a fábrica que fica em MG.

Publicado

em

Foto: Catve.
Farmasi

Duas pessoas foram presas durante uma operação da Polícia Federal que investigava um grupo criminosos que mantinha paraguaios em condições análogas à escravidão em uma fábrica de cigarros. Os mandados foram cumpridos em endereços do Paraná e de Minas Gerais.

Segundo as investigações, membros do grupo criminoso faziam contato inicial com os paraguaios no país vizinho e os traziam para o Brasil, passando pela cidade de Guaíra. Os trabalhadores eram levados até a cidade de Sebastião do Paraíso, em Minas Gerais, onde fica situada a fábrica. Durante todo o período de produção, os trabalhadores permaneciam restritos às dependências da fábrica e sem comunicação com o exterior, além de dormir em alojamentos precários.

lift training

Cerca de 50 policiais federais participaram das ações. Além das prisões, foram cumpridos ,seis mandados de busca e apreensão e sequestro de bens no valor de R$ 68 milhões. Além disso, a PF recolheu o maquinário da linha de produção, caminhões utilizados no transporte das mercadorias, 50 toneladas de tabaco in natura, insumos variados e mais de 1.500.000 maços de cigarros embalados para venda, veículos e R$ 59,6 mil em espécie.

A capacidade estimada da produção era de 250 mil maços de cigarro por dia. Os produtos fabricados no local eram estampados nas embalagens com marcas conhecidas de cigarros, que eram vendidos posteriormente.

Com informação Catve.

Farmasi
Continue Lendo

Doce Arte
Doce Arte