Fale com a gente
refran

Política

Professor Roberto Nassar é homenageado com título de “Cidadão Honorário do Município”

Comenda foi conferida pelo Poder Legislativo de Marechal Rondon

Publicado

em

Foto: Imprensa Oficial
Gramado Presentes

Em sessão solene realizada na noite desta terça-feira (26), o Poder Legislativo de Marechal Cândido Rondon homenageou o professor Roberto Kalil Nassar com o título de Cidadão Honorário do Município. A cerimônia aconteceu no Plenário da Casa de Leis.

A comenda conferida pela Câmara de Vereadores é o reconhecimento da comunidade rondonense pelos relevantes serviços prestados por Roberto Nassar no setor educacional, com destaque para o envolvimento e dedicação na implantação do curso de Direito no campus local da Unioeste, tendo sido coordenador do mesmo nos anos de 2002 a 2008 e 2011 a 2014.

Portal Facebook

Em seu pronunciamento, o novo cidadão honorário dedicou a homenagem recebida aos familiares, amigos e também às diversas lideranças, entidades, empresas e pessoas da comunidade que, voluntariamente, se somaram na luta pela conquista do curso de Direito.

“A essas pessoas e à comunidade rondonense, quero agradecer de coração. Recebo esta homenagem com muita humildade, absolutamente consciente de que a conquista desta honraria não foi somente fruto dos meus esforços. Foi fruto de uma conjugação de esforços de todos aqueles que acompanharam e contribuíram com minha vida familiar, profissional e social durante todo este tempo”, manifestou Roberto Nassar.

Além de vereadores, fizeram parte da mesa de honra o prefeito Marcio Rauber, o juiz de Direito Clairton Mário Spinassi e o ouvidor-geral da Assembleia Legislativa do Paraná e ex-deputado estadual Elio Rusch.

Familiares e amigos também prestigiaram a solenidade.

Biografia

Filho de Kalil Tobias e Maria Nassar, libaneses radicados no Brasil na década de 1950, Roberto Kalil Nassar nasceu em 10 de janeiro de 1955, na cidade de Santa Cruz do Monte Castelo (noroeste do Paraná).

Aos 14 anos, mudou-se para Paranavaí, para cursar o Ensino Médio.

Naquela época, foi treinador de esportes dos alunos da Escola da Vila Operária, que eram crianças de famílias muito modestas, que jogavam descalças, mas que sob o comando do jovem Kalil, como Roberto era conhecido em Paranavaí, se tornaram campeões dos jogos escolares municipais.

“O salário de Roberto foi um par de tênis novos, e seus alunos campeões, além de medalhas e troféu, também ganharam pares de tênis e passaram a ter patrocínio de empresas locais”, relata Portinho.

Ligado ao esporte, Roberto Nassar foi integrante da Seleção Paranaense de Futebol de Salão na década de 1970. Também atuou no futebol de campo, vôlei, basquete, tênis de mesa, tênis de campo e truco.

Participou ainda de movimentos culturais, tendo atuado como ator e diretor em diversas peças teatrais, como integrante do grupo musical Gralha Azul, além de ser poeta e declamador.

Trabalhou na loja do pai, em farmácia e em restaurante. Foi repórter, locutor de rádio e bancário; trabalhou no Banco do Brasil, no Sesc, na Prefeitura de Paranavaí e na Secretaria Estadual de Administração.

Com formação em Bacharelado em Direito e Ciências Sociais, é especialista em Direito do Trabalho e Mestre em Direito Penal.

Em 1984, passou a exercer advocacia e magistério superior, tendo atuado nessas profissões em Paranavaí e em Marechal Cândido Rondon, onde reside desde 1997.

Em 2002, passou a dedicar-se, exclusivamente, à docência universitária na Unioeste – campus de Marechal Cândido Rondon.

Foi fundador do CATS – Clube dos Amigos da Terça e da Sexta, em 1998; fundador do CASQ – Clube dos Amigos da Segunda e da Quinta, em 2013; presidente do Lions Clube em 2002 e 2003 e fundador da Boca Maldita, em 2004.

Roberto Nassar é casado com a juíza de Direito Berenice Nassar e pai de Roberta e Luciana.

Com informação assessoria.

Clube Náutico
Continue Lendo

Doce Arte
Doce Arte