Fale com a gente
Pato Comércio Local

Política

CMA rejeita deduzir no IR doações para preservação do meio ambiente

A matéria será encaminhada à análise da Comissão de Assuntos Econômicos

Publicado

em

Vice-presidente da comissão, Confúcio Moura leu relatório de Plínio Valério ao projeto | FOTO: Pedro França/Agência Senado
Certo Imóveis

A Comissão de Meio Ambiente (CMA) rejeitou nesta quarta-feira (23) uma proposta que permite a dedução no Imposto de Renda (IR) de valores doados a entidades sem fins lucrativos para aplicação em projetos de preservação do meio ambiente. A matéria será encaminhada à análise da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

O PL 4.718/2019 foi relatado pelo senador Plínio Valério (PSDB-AM), que emitiu parecer pela rejeição do texto. A leitura do relatório foi feita pelo senador Confúcio Moura (MDB-RO).

1º Banner

Segundo Plínio, o projeto descumpre a legislação (Lei de Responsabilidade Fiscal – Lei Complementar 101, de 2000) porque não indica as fontes de recurso para custeá-lo, não estima o gasto, nem prevê uma compensação pela perda da receita. A proposta também descumpre o teto de gastos, argumenta o relator.

“A não observância dessas regras, além de descumprir a LRF, também viola o artigo 113 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias (ADCT), acrescido pela Emenda Constitucional 95, de 2016, que instituiu o Novo Regime Fiscal, que estabelece que a proposição legislativa que crie ou que altere despesa obrigatória ou renúncia de receita deverá ser acompanhada da estimativa do seu impacto orçamentário e financeiro”, pontua Plínio.

A proposta foi apresentada em 2019 pelo senador Major Olímpio, morto em 2021 por covid-19.

Dchinelos
Continue Lendo

Doce Arte
Novo Banner Loja Mix