Fale com a gente

Agronegócio

Recessão na China provoca recuo na demanda de carne suína do Brasil

Professor de economia da Universidade Federal de São Paulo diz que Brasil deve ampliar vendas do produto para Rússia e Índia

Publicado

em

|Foto: PixaBay|
Camargo Café

As exportações de carne suína do Brasil para china atingiram uma marca história em setembro. Foram mais de 112 mil toneladas embarcadas, o que representa 30% a mais que o mesmo período do ano passado. No entanto, nos últimos dois meses, o ritmo diminuiu. Em novembro, por exemplo, o volume embarcado foi quase 8% menor em comparação a novembro de 2020 e a receita também caiu cerca de 15%.

“Isso é um problema sério, pois a demanda chinesa está caindo, diante da recessão da economia no país asiático. No entanto, o Brasil tem oportunidades no exterior de diversificar suas vendas, especialmente para países como Rússia e Índia, que são destinos interessantes”, avalia o professor de economia da Universidade Federal de São Paulo (USP), Celso Grisi.

Avisul

O professor comenta que o Brasil deve pensar em novos mercados para não ficar tão dependente da China e ver se repetir o que aconteceu com o mercado da carne bovina, que está há três meses com as exportações suspensas.

1º Banner
Continue Lendo

Mercadão dos Óculos
Certo Imóveis – Janeiro 2022