Fale com a gente
Bonni Restaurante

Mundo

Na Suécia, comitiva paranaense avalia novos potenciais da madeira na construção civil

Primeiros dois dias da missão internacional se concentraram na cidade de Skelleftea, no Norte do país escandinavo, conhecida pelas inúmeras obras feitas em madeira – diversas casas, pontes, prédios e até mesmo a torre de controle do aeroporto.

Publicado

em

Foto: AEN.
Academia Meu Espaço

Gestores do Governo do Estado concluíram nesta terça-feira (9) o segundo dia de visitas técnicas na missão internacional à Suécia, que tem como tema central a madeira engenheirada – material que passa por um pré-processamento para ser usado na construção civil. Os primeiros dias da viagem internacional, que foi organizada pela Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), foram na cidade de Skelleftea, que possui diversas casas, pontes, prédios e até mesmo a torre de controle do aeroporto feitos em madeira.

A experiência imersiva no mundo da madeira engenheirada começou já pelo hotel onde a delegação ficou hospedada. O Hotel the Wood possui 20 andares construídos totalmente em madeira engenheirada, usada tanto na estrutura externa quanto no acabamento interno, móveis e decoração, o que o torna um dos maiores deste tipo na Europa.

Charles Pinturas

A comitiva, que também é formada por representantes de prefeituras, órgãos federais e do setor produtivo, visitou o Sara Cultural Centre, um complexo que une um mercado para a indústria madeireira, uma área de pesquisa e inovação e um espaço turístico. O projeto é resultado de uma competição de arquitetura promovida pela prefeitura de Skelleftea e atrai dezenas de delegações de professores de universidades, arquitetos, engenheiros e legisladores de todo o mundo.

“Conversamos com empresários, arquitetos, professores e membros do poder público local que nos apresentaram esse conceito verde, de descarbonização da cidade a partir de construções sustentáveis, além de outras políticas públicas que a cidade desenvolve”, comentou o chefe do Departamento de Florestas Plantadas da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab), Breno Menezes de Campos.

“Como temos as florestas públicas plantadas no Paraná, pensamos no manejo sustentável delas e em tecnologias de descarbonização. A utilização de madeira engenheirada nesses processos é uma das opções de uso desses ativos florestais, que podem ser transformados em construções de baixo carbono e em políticas públicas que envolvem construções sustentáveis”, completou o representante da Seab.

A programação incluiu ainda uma reunião com professores da Universidade de Tecnologia de Lulea, que possui um polo de pesquisa e inovação em madeira, com diversos laboratórios dedicados ao tema. Segundo o presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Jorge Lange, o diálogo com a academia é importante para que o Governo do Estado possa avançar em relação ao tema.

“Encerramos a primeira etapa da viagem com esse contato com a indústria madeireira e a universidade, onde pudemos acompanhar as pesquisas que eles estão fazendo com a madeira e o tratamento pelo qual ela passa para ser utilizada de forma correta na construção civil”, afirmou Lange. “Ainda temos que montar um sistema no Paraná para que a gente possa utilizar esse conhecimento, mas está sendo uma experiência muito proveitosa para avançar na industrialização dos sistemas construtivos, e a madeira se mostra uma potencial solução”.

Uma das iniciativas em âmbito estadual e que pode ajudar no processo de adoção da madeira engenheirada foi desenvolvido pela Fundação Araucária. O Novo Arranjo de Pesquisa Inovação (NAPI) Wood Tech foi criado em 2023 para estudar os potenciais de uso da madeira sustentável e renovável na região de Guarapuava com o intuito de transformá-la em um polo dessa tecnologia construtiva.

O projeto é feito em parceria com a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), a Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), a Prefeitura de Guarapuava e o Cilla Tech Park, e recebeu um investimento de quase R$ 2,7 milhões do órgão estadual em agosto de 2023.

AGENDA – A partir desta quarta-feira (10), a delegação do Paraná continua as agendas na Suécia, desta vez na capital Estocolmo. Na cidade, os representantes visitarão, entre outros destinos, um bairro planejado composto por várias construções em madeira engenheirada, um centro comercial exclusivo para produtos reciclados, e o HoHo Wien, hotel de 24 andares considerado o maior edifício de madeira da Europa.

Os últimos dias da viagem serão em Viena, capital da Áustria. Lá, a programação será focada em empreendimentos residenciais que utilizam a madeira engenheirada.

Com informação AEN.

Imobiliária Maurício Vazquez
Continue Lendo

Doce Arte
Doce Arte