Fale com a gente
Ortobom

Agronegócio

1,4 mil alunos dos Colégios Agrícolas e Florestais do Paraná visitam o Show Rural

Na visitação a cada estande, eles conhecem o que há de mais inovador no campo, recebem instruções, trocam experiências com outros estudantes e com as empresas expositoras, e ampliam o contato com pesquisas acadêmicas.

Publicado

em

Foto: AEN
Providência

Mais de 1.400 alunos de colégios agrícolas e florestais de diversas regiões do Estado vão visitar o Show Rural, em Cascavel, até sexta-feira (9), último dia do evento. A “turnê” organizada pela Secretaria de Estado da Educação no início do ano letivo tem o objetivo de aproximar esses estudantes das aplicações mais modernas do agronegócio, divulgadas pelos mais de 600 expositores da feira. Atualmente, são cerca de 10 mil alunos frequentando os colégios agrícolas e florestais espalhados por todas as regiões do Paraná.

Na visitação a cada estande, eles conhecem o que há de mais inovador no campo, recebem instruções, trocam experiências com outros estudantes e com as empresas expositoras, e ampliam o contato com pesquisas acadêmicas. 

Funerária Alemão

“Estou complementando o que aprendo em sala de aula com as explicações dos meus professores quando passo por um estande, ou quando vejo um produto ou um serviço. Foi maravilhosa a visita”, disse Flávia Alessandra, do Colégio Agrícola de Toledo, na região Oeste, que passou na feira nesta quarta-feira, no dia que a rede de colégios recebeu 23 drones de precisão para ampliar os estudos. 

Um dos responsáveis pelo grupo de Toledo, o auxiliar administrativo Gilberto Ribas da Silva disse que essa não é a primeira vez que a escola leva alunos para a feira, já que o município fica a pouco mais de 30 km de Cascavel. “Nossos alunos aproveitaram cada minuto do tempo. Eles absorvem tudo mesmo para levar para a sala de aula e até para aplicar no futuro”, afirmou. 

A estudante Vanessa Cristine Turra, de Toledo, saiu entusiasmada com as possibilidades de futuro que encontrou ao longo da caminhada. “Foi a primeira vez que vim como aluna de um curso de técnico agrícola. Eu achei muito interessante a feira, porque observei a grandeza que é a área em que estou estudando e onde quero atuar. Foi muito enriquecedora essa experiência”, complementou.

Flavia e Vanessa, como tantos colegas, pretendem fazer faculdade de Agronomia depois do Ensino Médio. No curso de técnico em agropecuária, meninas e meninos como elas já saem bem mais preparadas para essa transição para a Academia e para encarar o mercado de trabalho.

“Os estudantes fazem o ensino médio e o técnico ao mesmo tempo nesse programa. Com uma profissão, podem pagar uma faculdade ou ajudar a família. Contam com uma educação pública de qualidade nos colégios agrícolas e florestais, que fazem parte da nossa educação profissional, formando jovens com muita qualidade. Por isso levamos eles para essa feira, para que possam se aproximar cada vez mais do cotidiano da vida adulta”, disse Roni Miranda, secretário de Estado da Educação, que também participou do evento. 

O coordenador dos Colégios Agrícolas e Florestais da Seed, Renato Hey Gondin, disse que a ideia é levar mais alunos para as próximas feiras do setor de agora em diante. “Eles gostaram muito do Show Rural. Foram muitas descobertas e isso só motiva esses jovens a seguir nesse caminho, nessa carreira, trabalhando numa área de excelência no Estado”, ressaltou.

Com informação AEN.

À moda caseira
Continue Lendo

Doce Arte
Doce Arte